Ao andar na rua você vê dois homens caminhando de mãos dadas ou abraçados. Depois eles param e se encontram com um outro homem e se cumprimentam dando dois beijos um em cada face. Estes homens não são homossexuais. Amigos andam pela rua de mãos dadas ou abraçados. É muito comum em toda a Turquia. O cumprimento com beijos também é comum entre os homens !

Ao alugar um carro na Turquia, muito cuidado ao dirigir. Ao atravessar a rua os pedestres não se importam se esta passando carro ou não. Os motoristas tem que ter muito cuidado com os pedestres. Em bairros mais movimentados de Istambul a situação é caotica. As famosas “travessias de pedestres” não funcionam na Turquia.

Não se assuste se acordar com um auto falante no meio da noite. As chamadas para a oração são 5 vezes ao dia e uma delas é ao nascer do sol !

A moeda na Turquia é chamada “Lira Turca” e atualmente possui muitos zeros… uma coca-cola em uma vendinha custa um milhão de liras turcas… ja uma casa alguns trilhões de liras turcas… somos todos milionários !!

Em bairros mais religiosos você poderá ver mulheres vestidas todas de negro. Em Istambul você verá também mulheres com lenços coloridos na cabeça e as mais modernas que se vestem como as Europeias. A roupa faz parte da religiosidade das mulheres, portanto quanto mais religiosa, mais rigorosa a vestimenta da mulher. No homem já não se nota tanto a religiosidade pela roupa. Porém você poderá ver um homem que lhe pareça totalmente normal, mas este homem pode ser religioso. Se o homem tiver barba ou estiver usando uma boina ( branca) ou um turbante ( branco, verde ou preto) isso significa que ele é religioso. Ao visitar mesquitas não use roupas muito decotadas. Em algumas mesquitas são dados uma especie de cangas para as mulheres cobrirem as pernas (caso usem um short) e os braços (caso estejam com uma blusa sem manga) e também aos homens para se taparem caso estejam com short.

Existe um transporte de micro-ônibus na Turquia que se chama “dolmus”. Eles param em qualquer ponto para deixar ou pegar pedestres. Você paga somente o preço da passagem de onde você pegou o dolmus até o seu destino.

Os preços variam para cada pessoa, dependendo de onde ela entrou. O próprio motorista faz a cobrança. Ao sentar nestes dolmus, fique geralmente no último assento se não terá de repassar o dinheiro vindo dos bancos de trás e repetir ao motorista o destino dos outros passageiros.

Camelôs são comuns na Turquia. Como no Brasil eles vendem produtos baratos. Algumas vezes pode-se ver alguns camelôs correndo da policia, neste caso eles não tem autorização para a venda na rua. A autorização é dada pela prefeitura se requisitada.

Turcos adoram fazer piquenique. Eu diria que é um “esporte” nacional. Nos fins de semana se pode ver familias inteiras nos parques e praças. Eles trazem tudo de necessário desde um tapete ou pano para forrar o chão até churrasqueira e fogareiro para o chá.

Tudo isso pode ser motivo de gripe para muitos Turcos: tomar um vento (ficar perto de uma janela aberta com vento), sair na rua depois de tomar banho e lavado a cabeça com os cabelos molhados (mesmo no verão! no inverno acho que nenhum louco iria para rua com os cabelos molhados a zero graus …), andar descalço ( em casa pisando na cerâmica ou mesmo na madeira), suar e depois tomar um vento …

Crenças populares Turca: não se deve comer peixe com iogurte… você pode se envenenar… seria equivalente ao conto do leite com manga do Brasil…

Outra crença popular turca: não se deve dar uma faca diretamente a uma outra pessoa. Coloca-se a faca sobre a mesa e a outra pessoa pega a faca. Se por um acaso a pessoa esquecer e der diretamente a faca para a outra pessoa, a pessoa que receber a faca deve cuspir na faca. Nesta crença a “cuspida na faca” faz com que as pessoas envolvidas no caso não briguem entre si.

Os restaurantes geralmente expõem as comidas. Isso facilita a vida dos estrangeiros na hora da escolha do prato ! As comidas geralmente são condimentadas, com muitas verduras e pouca carne. Come-se muitas frutas e doces na Turquia.

Compartilhe!