Aos 49 anos, o empresário Lasaro do Carmo Junior é uma grande referência no mundo dos negócios graças à sua trajetória profissional bem-sucedida. De 2008 a 2015, foi presidente da Jequiti, marca do Grupo Silvio Santos – onde também atuou como vice-presidente de 2010 a 2015. Nesse período, a receita da companhia de cosméticos saltou de R$ 20 milhões para R$ 523 milhões. Antes de ir trabalhar com o dono do SBT, Lasaro ficou quatro anos como executivo da Natura.

Atualmente, o empresário está à frente de três empresas de segmentos diferenciados: Agência Boa Mais (agenciamento da carreiras de celebridades), Optimize Consulting (gestão de empresas) e Capital Upgrade (gestão de investimentos). Recentemente, fez parceria com a SociBusiness International, empresa do bauruense Francisco Freitas, que atua como consultor de negócios no exterior e também no interior de São Paulo. Juntos, eles pretendem acelerar e expandir o crescimento de empresas. Por conta disso, Lasaro voltou os olhos para a região de Bauru. “Meus negócios têm mercado para todas as regiões, inclusive interior de São Paulo. Com certeza existe mercado e oportunidade”, disse em entrevista exclusiva.

Em fevereiro, a empresa Capital Upgrade realizou em São Paulo a primeira edição da Imersão em Negócios e Gestão com empresários interessados em melhorar os resultados das suas empresas. A proposta é encontrar as falhas de gestão e direcionar para o caminho do sucesso. Neste fim de semana (27, 28 e 29 de abril) acontece a segunda edição do evento sob o comando de Lasaro do Carmo Jr. Confira o nosso bate-papo.

Lasaro do Carmo Jr - empresario - capital upgrade
Lasaro do Carmo Jr, que ministra neste fim de semana a segunda edição do Capital Upgrade Imersão em Negócios e Gestão.

Lasaro do Carmo Jr: visita ao interior

Você conhece Bauru?
“Nunca estive em Bauru, mas muito em breve estarei aí”.

O mercado da beleza não sentiu a crise?
“O mercado da vaidade e das pequenas indulgências de uma forma geral são mais resistentes à crise. O mercado de beleza cresceu acima de 2 dígitos por mais de 20 anos. Mas quando o bolso do consumidor final é afetado, bem ou mal, as vendas sofrem. Existe uma teoria do efeito batom, que diz que toda vez que uma crise acontece, a venda do batom sobe”.

Você acredita que o pior da crise já passou?
“A pior crise é interna. Essa sim pode destruir qualquer negócio. 80% das coisas que podem destruir uma empresa podem ser controladas. Os fatores externos são 20%. Por isso, acredito que podemos superar a crise. Esses períodos ruins da economia sempre aconteceram no Brasil e sempre superamos. Vai passar, isso eu sei. Acredito que já está passando”.

Por que, no Brasil, o mercado da beleza é tão forte?
“O Brasil está entre terceiro e quarto mercado mundial de cosméticos. O mercado de beleza cresceu muito nos últimos 20 anos no Brasil. As mulheres são as mais lindas e bem cuidadas do mundo. Os homens estão deixando o preconceito de lado e se cuidando mais”.

Compartilhe!